CÂMARA RECEBE PROPOSTA PARA QUE LOJAS DE RUA ABRAM FORA DO HORÁRIO COMERCIAL EM CURITIBA

A Associação Comercial do Paraná (ACP) enviou à Câmara Municipal de Curitiba proposta para mudar o horário de atendimento no comércio de rua. A ideia tem dois motes principais: diminuir os custos aos empresários e contribuir para a mobilidade no fluxo da cidade. A ideia é de que as lojas possam funcionar antes ou depois do horário comercial, conforme a conveniência dos consumidores.

Para o presidente da ACP, Camilo Turmina, o comércio lida com uma lei de 1971, que diz que os estabelecimentos devem funcionar das 9h às 19h.”Isso mantém engessada a atividade comercial. Ninguém trabalha fora destes horários porque gera demanda. Surgem empecilhos naturais, remunerações, hora extra, adicional noturno, etc”, explica.

Na opinião de Turmina, o horário flexível teria um impacto nas vendas do comércio. “Além de vender mais, por atingir seus clientes em horários melhores, a flexibilização também geraria mais empregos”, ressalta o presidente da ACP. “A ideia é mudar o comércio à conveniência dos consumidores. Acordos que já foram bons no passado, hoje não atendem mais”, enfatiza.

Shoppings e trânsito

O comerciante ressaltou também a grande concorrência do comércio de rua com os shoppings, que reúnem diversas lojas em horários diferenciados. “Existe uma concorrência desleal com os shoppings. Há um custo que eles se propuseram a arcar, mas como eles têm uma máquina do varejo, têm condições de pagar por isso, ao contrário do comerciante da esquina, por exemplo”, aponta.

 

FONTE: TRIBUNA DO PARANA

FOTO: FELIPE ROSA